Páginas

Seja Bem Vindo (a)

Meu propósito para com este blog, está em coletar e difundir importantes mensagens voltadas para o autoconhecimento, percepções metafísicas, espirituais e poéticas, respeitando e identificando sempre os autores e fontes das mesmas.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

OS CORPOS SUTIS E OS CHACRAS


Corpo significa veículo ou instrumento da consciência, o invólucro no qual a consciência entra em contato com o mundo exterior. Os corpos sutis são diferentes aspectos da nossa natureza multidimensional. Possuímos muitos aspectos, muitos níveis de conhecimentos e muitas perspectivas de expressão que se integram numa totalidade.

Somos seres multidimensionais. O que significa que nos manifestamos em várias dimensões ou diferentes planos de realidade e, possuímos um sistema de corpos que podem ser classificados em dois grupos: corpos superiores (Eu Sou, Corpo Causal, Corpo Mental Superior) e corpos inferiores (Mental Inferior, Emocional, Astral, Duplo Etérico e Corpo Físico).

Os “corpos sutis”, são veículos para a manifestação da consciência ou espírito, nas dimensões correspondentes a cada um deles. Um corpo sutil não é algo material, como entendemos a matéria, que podemos ver e tocar, mas um campo de energia que coexiste com nosso corpo físico, numa outra dimensão da realidade.

Cada um dos sete corpos age como uma camada protetora para o seguinte. Cada um é um veiculo de consciência que percebe uma atividade e um domínio especifico de vibração constantemente, quer estejamos conscientes dele ou não. No caminho da Alquimia Interior, devemos nos esforçar para detectar e agir, dentro de cada um desses níveis, conscientemente.

Embora todos os sete corpos, como faculdades da consciência, se expressem numa realidade tridimensional, os primeiros três corpos ---- o físico, o emocional e o mental ---- constituem o que chamamos de personalidade.
O quarto corpo é uma ponte entre os três superiores e os três inferiores. É um mensageiro e arquivista, que realmente serve como um diagrama para os três corpos inferiores a cada vez que encarnamos. Os três corpos superiores são mais espirituais por natureza e servem como receptores e transmissores interdimensionais e cósmicos.

O corpo físico é, na realidade, um conglomerado de todos os outros, com o acréscimo da matéria ou substância planetária. (Todos os outros corpos são compostos de substância luz). Isso explica por-que tudo ---- mental, emocional, psíquico e espiritual ---- encontra-se retratado no corpo físico.
A seguir veremos algumas características dos corpos como experimentados no corpo físico, na ordem de sua criação ou descida à matéria.

Vamos ver algumas características dos sete corpos, para que possamos entender como são afetados por nós enquanto seres
que pensam e sentem e, como somos afetados em todas as áreas pelos desequilíbrios que causamos nesses corpos:



Os sete níveis ou corpos

De acordo com a milenar concepção setenária, originária da antiga tradição oriental, o agregado homem-espírito compõe-se de dois extratos distintos:

A. Tríade Divina ou Ternário Superior ou ainda Individualidade ou Eu - individualidade composta pelos níveis Átmico, Búdico e Mental Superior (ou Causal).

B. Quaternário Inferior ou Ego - Personalidade - composta pelos níveis Mental Inferior ou Concreto, Astral ou Emocional, Corpo Etérico, Duplo Etérico ou Corpo Vital e Corpo Físico ou Somático.

Os corpos, Físico e Etérico são corpos materiais, que se perdem pelo fenômeno morte. Os demais são Espirituais e o ser os vai abandonando gradativamente na medida em que evolui até se tornar espírito puro.

Corpo Físico - Carcaça de carne, instrumento de suporte passivo, recebendo a ação dos elementos anímico-espirituais, constituído de compostos químicos originários do próprio planeta. São milhares de vidas organizadas e administradas pela vida e comando do espírito. O único estudado e relativamente conhecido pela ciência oficial.

Nele, somatizam-se os impulsos desarmônicos oriundos dos demais corpos, níveis ou sub-níveis da consciência, em forma de doenças, desajustes ou desarmonias, que são simples efeitos e não causa. Mais detalhes sobre este corpo ver Anexo H.

Corpo Etérico - Alma Vital, vitalidade prânica, reproduz o talhe do corpo físico, estrutura tênue, invisível, de natureza eletromagnética densa, mas de comprimento de onda inferior ao da luz ultravioleta, quase imaterial. Tem por função estabelecer a saúde automaticamente, sem interferência da consciência. Está ligado a doação ou exteriorização de energias pois no corpo etérico é que se situam os chacras ou centros de força. O corpo etérico tem importante papel nas terapias energéticas. É muito confundido com o perispírito ou corpo astralO Corpo Etérico é o mediador ou elo plástico entre o Corpo Físico e o Astral ou conjunto perispírito. Essas ligações acontecem ou se fazem por cordões ligados aos chacras (Anexo J) ou centros de força.

E no caso de nosso trabalho no Grupo Ramatís, onde o interesse é mais direcionado aos aspectos do psiquismo, procuramos estudar mais a ligação ou cordão que se liga na região do bulbo ou nuca. No entanto, como trabalhamos também com terapia alternativa, freqüentemente percebemos dificuldades com os demais cordões, que parecem sujos ou emaranhados.

O Duplo Etérico é constituído por ectoplasma - sua base é o éter cósmico e, como composição exterior, o éter físico emanado do próprio planeta Terra e elaborado no fantástico laboratório homem-espírito. É fundamental nos fenômenos de tele-transporte (efeitos físicos) e acoplamento ou sintonia mediúnica. Este corpo possui individualidade própria e tem consciência um tanto instintiva e reduzida, podendo ser dividido em sete níveis ou camadas, conforme estudos e informações recentes da espiritualidade. Grande número de doenças e desarmonias está alojado no Duplo Etérico, influenciando daí, o Corpo Físico. Sua cor é azul do lado esquerdo e alaranjado do lado direito e, quando em intensa atividade, tende ao azul-cinzento-violáceo.

Todos os seres vivos possuem Duplo Etérico, embora nem todos tenham Corpo Astral ou Mental. Pode ser afetado por substâncias ácidas, hipnóticas, sedativas ou entorpecentes, e sensíveis também ao perfume, frio, calor, magnetismo, etc. As criaturas dotadas de mediunidade devem ter o máximo cuidado evitando alimentos ou bebidas com as características acima descritas.

Pode ser afastado do corpo por pequena distância, através de anestesia, transe mediúnico, sono, coma alcoólico, hipnotismo, etc, mas tende sempre a reintegração.

O Duplo vibra em média 1cm acima do Corpo Físico. Sua função mais importante é transmitir para a tela do cérebro todas as vibrações das emoções e impulsos que o perispírito recebe da alma além de absorver a vitalidade ou prana do mundo oculto emanada do Sol, misturando-a com as várias energias vitalizantes do planeta e distribuindo-as ao soma. Seu automatismo é instintivo e biológico, não inteligente.

No caso do ataque epiléptico o Duplo Etérico fica saturado de venenos usinados, acumulados e expurgados pelo perispírito ou níveis mais altos da consciência e afasta-se violentamente do corpo, evitando com isso, danos à delicada construção celular do Corpo Físico. Ele possui função semelhante ao do fusível ou chave disjuntora, que sob o efeito de elevação brusca da tensão elétrica, desliga-se automaticamente, aliviando e preservando o sistema.

É claro que existem outros ataques que não são epilépticos, embora semelhantes, e nessa categoria, pela nossa experiência na mesa mediúnica e pesquisas com os níveis de consciência através do Desdobramento Múltiplo, podemos falar de mais três efeitos (ataques) semelhantes:

a) A ação agressiva de um obsessor violento a uma criatura possuidora de alta sensibilidade mediúnica (nervosa) quando direcionada ao pescoço da vítima, produz a mesma aparência do ataque epiléptico.

b) Quando a criatura traz em si, mesmo veladas, lembranças de erros graves em vidas passadas e, por remorso, tende a voltar ao local onde errou, ao defrontar-se com os quadros ideoplastizados ou ainda lá existentes, sofre tremendo impacto nervoso e emocional, entrando em convulsão.

c) Quando antigas vítimas, agora transformadas em vingadores, plasmam ao redor ou na tela mental da criatura, clichês ou quadros tenebrosos de seus erros em passadas existências. Da mesma forma o choque emocional acontece.

Nos três últimos casos o fenômeno geralmente é inconsciente e de difícil diagnóstico, mas perfeitamente passível de atendimento e cura, a nível espiritual num primeiro estágio e psicológico num segundo.

Podemos tomar também, como exemplo do bloqueio de Duplo Etérico com desastrosas conseqüências imediatas, mediatas e de longo prazo, os casos de vícios químicos como fumo, tóxicos, álcool e uso imprudente de determinados medicamentos. Conhecido é o caso da Talidomida que foi recomendada como atendimento nos enjôos da gravidez e produziu um bloqueio nas articulações dos ombros dos futuros bebês por impedimento do fluxo das energias que formariam os braços. Como conseqüência, nasceram bebês apresentando deficiências físicas irreversíveis.

O Duplo Etérico, quando do desencarne do ser, tem ainda a função de drenar dos níveis mais altos para o cadáver, as energias residuais, aliviando, dessa forma, ao desencarnante as sobrecargas desnecessárias e evitando sofrimentos futuros nos charcos de lama ácida do baixo astral, onde o mesmo teria que drenar esses sedimentos negativos. No desencarne por suicídio, acidente ou síncope cardíaca, há como que um choque violento, pela desintegração dos motos vorticosos (chacras), o que provoca o rompimento dos cordões fluídicos, impedindo a imediata e necessária drenagem de que já falamos.

Corpo Astral - Emocional, sensibilidade geral, instinto, emoções passionais. Primeiro invólucro espiritual mais próximo da matéria, facilmente visível por clarividentes. Luminosidade variável, branca argêntea, azulada etc. É o MOB (Modelo Organizador Biológico), é o molde que estrutura o Corpo Físico. Observável por fotografias, vidência, moldagens, impressões digitais, tácteis e aparições fantasmagóricas.

Todos os espíritos que incorporam em médiuns, possuem esta estrutura corpórea sutil, necessária à sua manutenção no mundo astral. Já os espíritos que não possuem este corpo em virtude de sua evolução, se comunicam com médiuns via intuição mental.

Desconfiamos que os espíritos que estão na forma ovóide e que se apresentam sem a forma humana, na realidade não perderam o Corpo Astral, eles o implodiram. Afirmamos isso em virtude de termos conseguido incorporá-los e restabelecer a sua forma humana. Se houvessem perdido, isso não seria possível.

Por outro lado, verificamos também que os médiuns que se recusam sistematicamente a educar sua mediunidade e colocá-la a serviço do semelhante no trabalho do bem, acumulam energias nesse corpo e no Duplo, deformando-os e prejudicando-os.

O Corpo Astral tem ainda a função da sensibilidade, dor ou prazer, registro das emoções sob vontade, desejos, vícios, sentimentos, paixões, etc., que nele são impressos pela força do psiquismo.

Este corpo é utilizado no mundo espiritual para incorporar espíritos já desprovidos dele, tal como nossas incorporações mediúnicas. O Corpo Astral pode desencaixar (desdobrar) do Físico por anestesia, coma alcoólico, droga, choque emotivo ou desdobramento apométrico da mesma forma que o Duplo Etérico. É com ele que, nos trabalhos com a técnica da Apometria, projeções astrais conscientes ou por sonho, viajamos e atuamos no tempo e no espaço. Tem a condição de desdobrar-se em sete sub-níveis conservando sua consciência e faculdades.

Corpo Mental Inferior ou Concreto - Alma inteligente, mentalidade, associação de idéias, sua aura ovalada envolve todo o corpo, pode ser registrado por fotografias ou percebido pela vidência. É o corpo que engloba as percepções simples, através dos cinco sentidos comuns, avaliando o mundo através do peso, cheiro, cor, tamanho, gosto, som, etc. É o repositório do cognitivo. É o primeiro grande banco de dados onde a mente física busca as informações que precisa, seu raciocínio é seletivo. Ele registra aquilo que, exterior à nossa pele, impressiona o nosso sistema nervoso. Está mais relacionado com o Ego inferior ou Personalidade encarnada.

Este corpo, quando em desequilíbrio, gera sérias dificuldades comportamentais tais como comodismo, busca desenfreada de prazeres mundanos, vícios etc. Normalmente sua forma é ovalada, mas pode ocorrer em raros casos uma forma triangular ou retangular, tem cores variáveis, podendo desdobrar-se em sete sub-níveis com os mesmos atributos que lhe são inerentes.

Corpo Mental Superior ou Abstrato - Memória criativa, pode ser percebida pela vidência. Este corpo é o segundo grande banco de dados de que dispõe o ser. Ele elabora e estrutura princípios e idéias abstratas, buscando sínteses ou conclusões que por sua vez são geradoras de novas idéias e assim por diante, infinitamente.

Quando ligado às coisas superiores, ocupa-se de estudos e pesquisas visando o aprimoramento do ser. Quando apegado às vivências inferiores em conexão com seus atributos de poder, mando e domínio do meio, cria sérias dificuldades à personalidade encarnada, pois costuma fragmentar-se em sub-níveis, liderando linhas de perturbação com os demais, que se ausentam, ignorando a realidade da personalidade encarnada.

Tem forma de uma rosácea com nove pétalas quando harmônico e saudável, tom cromático de chamas amareladas ou laranja com várias outras nuances de cores, e cada pétala tem um significado por estar ligada ou retratar as vibrações de cada um dos sete níveis, (sendo que o Átma, o Astral e Duplo Etérico são representados por duas pétalas cada, O Búdico está representado pela pétala superior em forma de cálice contendo dentro três pétalas menores representando as três almas, Moral, Intuitiva e Consciencial). Por ser o equipo do raciocínio criativo, é nele que acontece a elaboração do processo responsável pelo avanço científico e tecnológico, além de todo nosso embasamento filosófico. É o corpo que faz avaliações, formula teorias, relaciona símbolos e leis.

Trata do subjetivo, da imaginação, está mais relacionado com o Eu Superior ou Crístico, com a Individualidade. É o Corpo Causal, é causa, detentor da vontade e imaginação, é normalmente o gerenciador dos programas e ações do ser. Apega-se facilmente ao mando e poder, é o nível que tem o atributo do domínio do meio onde o ser vive, podendo por alguma contrariedade reagir negativamente a esse meio.

Corpo Buddhi - Composto pelas três Almas - Moral, Intuitiva e Consciencial - veículos e instrumentos do espírito. Suas linhas de força formam o corpo do mesmo, matéria hiperfisica, de sutil quintessenciação. Tem como atributo principal o grande núcleo de potenciação da consciência. Lá as experiências e acontecimentos ligados ao ser estão armazenadas e é de lá que partem as ordens do reciclar permanente das experiências mal resolvidas.

Alma Moral - Discernimento do bem e do mal sob o ponto de vista individual, tem a forma de um sol em chamas, é o veículo do espírito que impulsiona o espírito a obediência às leis do local onde o espírito está encarnado e comanda o comportamental da entidade encarnada em relação ao meio.

Alma Intuitiva - Intuição, inspiração do gênio científico, literário e artístico. Iluminismo. Em forma de ponta de lança triangular irradiando em torno, chamas ramificadas, animada de movimento rotatório lento, antena captadora e registradora das informações que vibram no cosmo. Instrumento da inspiração.

Alma Consciencial - Em forma de pequeno sol muito brilhante, radiações retilíneas, centro da individualidade espiritual. Consciência coordenadora e diretora da vida, elo de ligação com a Centelha Divina.

De um modo geral o Corpo Buddhi é pouco conhecido. Longe de nossos padrões físicos e de nossos meios de expressão, não há como compará-lo.

É o verdadeiro perispírito, ao final do processo evolutivo, quando os demais a ele se fundiram. É nele que se gravam as ações do espírito e dele partem as notas de harmonia ou desarmonia ali impressas, ou seja, as experiências bem significadas estão ali arquivadas e são patrimônio do espírito. As experiências mal resolvidas são remetidas de volta à personalidade encarnada para novas e melhores significações. E por ser, no espírito, o grande núcleo de potenciação da sua consciência cósmica, suas impulsões terão seus efeitos visíveis e somatizados no Corpo Físico ou no psiquismo da personalidade encarnada.

Tudo o que é inferior tende ao movimento descendente e o soma passa a ser o grande fio terra do ser em evolução. Quando em trabalho de limpeza dos cordões energéticos que ligam os corpos, observamos que ao se desbloquear os cordões, intensa e luminosa torrente de luz multicor jorra até os corpos inferiores.


























Observados pela visão psíquica (vidência), o Buddhi e o Átmico formam maravilhoso e indescritível conjunto de cristal e luz girando e flutuando no espaço.

Corpo Átmico.- Espírito Essência ou Centelha Divina - Idiogênese diretriz e formativa, princípio fundamental e coordenador. Esfera multifacetada, verdadeiro sol irisado de luzes policrômicas. Inexplicável, indescritível, imanente, transcendente e eterno. Eu Cósmico. Mônada ou Semente pulsante de vida.

CORPOS SUTIS – São os veículos de manifestação do nosso espírito/consciência, que se subdividem de acordo com as suas propriedades e densidades ora manifestadas em dimensões diferentes. Os corpos sutis são diferentes aspectos de nossa natureza multidimensional, e cada um deles é um fragmento de nossa consciência. Cada corpo possui seu sistema de chakras, e esses corpos se dividem em corpos inferiores e corpos superiores. Conheça o nome desses corpos: físico, duplo etérico, astral, emocional, mental inferior, mental superior, causal, búdico, atmico e morontial.

MALHAS – Apesar de nossos corpos sutis se permearem, existem malhas que os separam, protegendo e mantendo as energias, propriedades e informações de cada corpo dentro do seu nível correspondente. Essas malhas são sustentadas por chakras secundários.

CHACRAS – São vórtices, portais de energia que emitem e recebem energias sutis para todos os nossos corpos, e que mantém uma profunda relação com o sistema endócrino, assim como um todo. Os chakras possuem também vários níveis dentro deles, e também telas de proteção. São 7 os principais chakras a nível físico: básico, sexual, plexo solar, cardíaco, laríngeo, frontal e coronário.
Esse sistema de corpos/malhas/chakras, fazem parte da composição oculta da nossa psique e sistema energético. Cada corpo/malha/chakra, tem as suas funções definidas e interligadas entre si. Esses corpos sutis, malhas e chakras, podem se debilitar por inúmeras causas, podendo em casos mais graves até desestruturar-se. Existem muitas causas que podem causar danos a esses sistemas, que ora danificados interferem imediatamente no corpo físico, podendo provocar vários sintomas assim como somatizações de doenças.
Dentre esses várias causas podemos destacar:

CAUSA ESPIRITUAL – experiências mediúnicas sem o devido preparo e conhecimento, obsessão, magias, e também a causa mais comum a todas as pessoas ao sofrerem ataques, assédios colocação de implantes e chips, quando ao dormir os corpos sutis se projetam para as dimensões correspondentes, sendo que o corpo emocional/astral é o mais visado no campo astral, e ao voltarem quando acordamos trazem muitas experiências desagradáveis de situações ocorridas no astral, assim como energias negativas.

CAUSA QUÍMICA – cigarro e bebida em uso contínuo, drogas, remédios, carência de minerais no organismo, como ferro e cálcio, contato com alguma substância química forte, e até mesmo um uso excessivo e prolongado de perfumes, ou mesmo a tinta do cabelo. Um efeito de anestesia prolongado pode também causar problemas. Podemos citar também a ingestão de alimentos que contém produtos químicos.

CAUSA ENÉRGETICA – quando ficamos expostos a campo de energias eletromagnéticas (principalmente), elétrica, radiativa. Essa é hoje uma causa muito freqüente, pois vivemos cercados de antenas de TELEFONIA e TV, assim como a REDE ELÉTRICA. Assim como o uso dos aparelhos eletrônicos, como o celular, microondas, computador, TV, etc. O aumento também desses aparelhos com tecnologia sem fio tende a piorar ainda mais o quadro. O aumento desses inúmeros aparelhos eletrônicos no planeta, está conseguindo interferir no campo eletromagnético da Terra, onde cientistas alertam que em determinadas áreas do planeta já não existe mais esse campo. Com isso, como o ser humano vive dentro desse sistema de Energia Eletromagnética, e com a alteração do campo eletromagnético da Terra, este afeta diretamente os corpos sutis das pessoas.

CAUSA EMOCIONAL – depressão, ansiedade, ódio, raiva e traumas como choques emocionais fortes (responsáveis pelos surtos), afetam diretamente esses sistemas.

CAUSA FÍSICA – stress, choque físico como um acidente grave, cirurgias, a contaminação energética até mesmo quando fazemos sexo com alguém que não seja confiável, ambientes promíscuos de baixa freqüência.

Essas são algumas das causas que podem causar danos leves ou graves ao sistema de corpos/malhas/chakras, causando seu rompimento, alteração, etc, e por conseqüência provocando no corpo físico alterações no metabolismo que se torna mais lento, fazendo com que as células, glândulas e orgãos funcionem mais devagar, como por exemplo na própria eliminação de toxinas, etc, por não estarem recebendo a energia vital suficiente.

No esoterismo se diz: “Assim como é em cima, é em baixo”, portanto a causa de doenças pode vir de cima para baixo, através dos corpos sutis, ou de baixo para cima através do corpo físico, havendo então nesse processo a necessidade de se tratar não somente do corpo físico, mas também desses sistemas de corpos/malhas/chakras.

O uso da medicina é fundamental nos tempos de hoje, mas não atende a demanda apresentada para o tratamento dos corpos sutis. É bem verdade que o próprio sistema da pessoa pode se auto curar, após tomar os remédios adequados para a determinada doença, então a cura pode partir sim do físico para os corpos sutis/malhas e chakras, assim como destes para o corpo físico. O encontro desses dois tratamentos, reduz em muito o tempo de tratamento assim como aumenta em muito as chances de cura de uma doença.

Existem diversas técnicas de tratamento para esse sistema de corpos/malhas/chakras, que trabalhadas apropriadamente por um bom terapeuta, resultam em um trabalho de cura e fortalecimento desse sistema. Um fator importante nesse trabalho, é a continuidade que a própria pessoa dá no seu fortalecimento e manutenção desses sistemas, que após a sua conscientização desse conhecimento, busca meios de praticar esse fortalecimento e manutenção. Um exemplo para isso seria a meditação e também banhos com ervas.

A Terapia Intensiva Multidimensional, além de tratar, regenerar e fortalecer esse triplo sistema, promove uma requalificação energética desse sistema, buscando adaptar o sistema energético do ser humano as novas energias que estão a adentrar o nosso planeta, que é a energia do Cinturão dos Fótons, o próprio FÓTON. Essa é uma energia da Quinta Dimensão, que promove além desse tratamento, o despertar consciencial do ser humano para a sua multidimensionalidade. Os Chacras, também conhecidos como "centros de força" são vórtices de energia localizados perispírito e duplo etérico interligando-se ao corpo físico através dos plexos nervosos, tendo como função acumular e distribuir energias fluídicas. Aura é o escudo energético que envolve o homem, pois bem, este escudo protege justamente o duplo etérico ou corpo energético, os Chacras são responsáveis pela captação de energia do Universo e pela sua distribuição no organismo; quando em desequilíbrio os Chacras podem ocasionar uma série de problemas no corpo fisico.
Estes vórtices são velhos conhecidos do ser humano, os Hindus conhecem estes centros de energia a muito tempo, e atualmente mesmo os médicos estudam este assunto.
No corpo humano estão situados em sete pontos específicos e cada um possui uma determinada função. Chacra Coronário:Está localizado no alto da cabeça e é considerado como sagrado em diversas tradições antigas, corresponde à glândula pineal que é a sede dos poderes mentais latentes no homem, sabe-se que a glândula pineal é importante e produz a melatonina, cuja ação mais evidente é regular o sono.
E considerado o principal dos chacras e tem como função a expansão da consciência, distribuição de energia no cérebro, sendo fundamental na mediunidade.
Responsável, devido a sua localização, pela absorção das energias mais elevadas.

Chacra Frontal: Localizado na fronte (entre as sombracelhas), é o chacra da clarividência e intuição, também conhecido por muitos de "terceiro olho", podendo ser ativado com um toque do dedo em sua região.
Muitas vezes pode ser percebido quando em atividade por palpitações localizadas. E interessante notar que muitas iniciações antigas possuíam pedras, adereços ou pinturas a serem feitas neste local, está ligado à glândula pituitária ou hipófise, que produz a ocitocina que estimula a liberação do leite na glândulas mamárias, quando este chacras está em desequilíbrio são normais as dores de cabeça na parte frontal e os problemas oculares, acompanhados de irritação e ira.
Chacra Laríngeo: Localizado em frente à garganta, é o chacra que une o campo mental ao etérico por estar diretamente interligado ao coronário e frontal. Serve como um filtro para as energias emocionais que chegam ao cérebro e é responsável pela comunicação. Na mediunidade age na psicofonia e claraudiência. A sua glândula Tem ligação direta com a glândula tiróide que é responsável pelo desenvolvimento normal do sistema nervoso central, este chacras não é somente um receptor de energias mas um grande emissor também já que aqui temos as cordas vocais, os antigos tinham muito apreço pela palavra e as frases “In princípium erat verbum” ( No principio era o verbo) e “Verbum caro factum est” (O verbo se fez carne) são frases ligadas ao começo do velho e do novo testamento e demonstram um pouco da importância deste chacras.
Quando temos desequilíbrios ou bloqueios neste local temos dificuldades de nos comunicar de forma clara e acabamos por guardar muitas mágoas, além de podermos desenvolver problemas ligados à faringe, , laringe ou a tiróide. Chacra Cardíaco: Localizado no centro do peito é responsável pelas emoções, sentimentos, sendo bastante atingido quando acontece um desequilíbrio emocional.
A sua glândula de relacionada é a Timo.
Esta ligada ao sistema imunológico, o cardíaco, como ponto médio entre todos os Chacras é extremamente importante e é responsável pelo que sente no homem.
Quando em desequilíbrio nascem os sentimentos de inferioridade, pânico e outros que acabam por minar a auto-confiança da pessoa.

Chacra Umbilical ou plexo solar: Localizado sobre boca do estômago ou umbigo é o responsável pelas energias da digestão e está diretamente ligado ao emocional. Na mediunidade ele age na percepção das energias do ambiente.
É através do Plexo solar é que recebemos muitas das energias exteriores, sendo por este motivo necessário que ele sempre esteja em equilibrio, está ligado ao pâncreas, o produtor do suco pancreático, necessário para controlar a acidez do organismo. corresponde ainda aos órgãos digestivos, sendo muitíssimo importante o seu correto funcionamento,
Quando temos desequilíbrios neste ponto não podemos contar com uma correta distribuição de energia em nosso organismo.

Chacra Sacro ou sexual: Localizado na base da espinha dorsal ou "baixo ventre" é responsável pelas energias sexuais e alegria.
Relacionado no campo físico com os testículos.
Está logo abaixo do umbigo, relaciona-se com os órgãos reprodutores e está ligado ainda às gônadas, glândulas que injetam adrenalina no sangue. responsáveis pela procriação.

Chacra Básico: Localizado na base da coluna vertebral e é responsável pela energização do sangue e corpo.
As suas glândulas relacionadas são as supra- renais.
Quando este local está negativo encontramos problemas de falta de energia, cansaço, apatia.



Fonte: http://aluisionestelar.ning.com
Por: Lisa Teixeira
http://muraldecristal.blogspot.com
Outubro / 2011

2 comentários: