Páginas

Seja Bem Vindo (a)

Meu propósito para com este blog, está em coletar e difundir importantes mensagens voltadas para o autoconhecimento, percepções metafísicas, espirituais e poéticas, respeitando e identificando sempre os autores e fontes das mesmas.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Lixo extraordinário

vik_muniz-sarah_bernhardt.jpg

em fotografia por em 09 de jun de 2012 às 20:36

Extraordinário – aquele fato imprevisível capaz de produzir uma sensação marcante, fora da ordem... um impactante suspiro de admiração.

Vicente José de Oliveira Muniz é o inconfundível Vik Muniz. Nascido em São Paulo em 1961, estabeleceu sua vida e domicílio na cidade de Nova York, desde 1983. Fotógrafo, desenhista, pintor e escultor - um artista múltiplo.

Seu processo criativo passa pela composição das imagens, utilizando materiais instáveis e perecíveis; a reutilização de conceitos e enfoques; a disposição em uma superfície ou plano para fotografá-las. As séries são apresentadas como edições limitadas e especiais, onde a fotografia assume o papel de produto final do trabalho – a célebre ilustradora do seu cartão de visitas.

Em 1988, produziu uma série de desenhos “The Best of Life”, na qual reproduziu a sua memória, de algumas das famosas fotografias veiculadas pela revista americana Life. O artista fotografou seus desenhos e deu a eles um tratamento de impressão, simulando a realidade. A partir de uma abordagem muito sensível e plástica, provocou o debate sobre questões relacionadas à circulação e contextualização de imagens. “Nesses trabalhos eu tentei encontrar como a fotografia se parece em nossa cabeça quando não estamos olhando para ela. Elas trazem as estruturas das famosas fotos, mas, na verdade, são muito diferentes”, na explicação do artista.

Nas séries seguintes: Imagens de Arame, Imagens de Terra, Imagens de Chocolate, Crianças de Açúcar (que receberam o nome do material utilizado), recriou imagens referentes ao universo da história da arte e do cotidiano.
Suas obras podem ser encontradas em importantes acervos, como da Tate Modern e do Victoria & Albert Museum, ambos em Londres. Muniz foi curador da mostra “Artist’s Choice”, a convite do Museum of Modern Art (MoMA New York).

A série “Pictures of Garbage” inspirou e originou o documentário brasileiro indicado ao Oscar , intitulado Lixo Extraordinário, feito com ajuda do seu próprio tema: catadores de lixo do aterro de Gramacho (RJ), que, após serem fotografados, trabalharam ao lado do artista no processo de montagem das obras, selecionando as imagens. A filmagem recebeu um prêmio no festival de Berlim na categoria Anistia Internacional e no Festival de Sundance.

lixo_.jpg

vik_muniz_passione.jpg


processo de criação2.jpg

lixo.jpg

processo de criação.jpg

lixo_extraordinario_alta.jpg

lixo_extraordinario.jpg

Para saber mais sobre o artista brasileiro - Vik Muniz









Fonte:http://lounge.obviousmag.org/animus_movendi/2012/06/lixo-extraordinario.html



_________

Lisa Teixeira
Agosto / 2012

2 comentários:

  1. legal sua variação e postagem mais artística!

    ResponderExcluir
  2. Como tb tenho uma veia artística muito forte, penso que é interessante estimular a arte de vanguarda como sendo um "toque de despertar" para os novos ideais ecológicos. Os trabalhos de Vik Muniz são "show de bola",ele consegue usar sua inspiração para transformar o lixo em arte. Assim como as obras do meu irmão Mauro Maria, que faz o "lixo virar luxo". Sem falar de suas belíssimas imagens, Ricardo! Que tb retratam a arte com um novo olhar, vc consegue lincar suas ilustrações com uma nova "leitura espiritualista". E haja sensibilidade para isso!!!

    ResponderExcluir